5 problemas causados pela corrosão de equipamentos

Regiões litorâneas, localidades úmidas, compostos enferrujados, você se identifica com alguma dessas características mencionadas? Se sim, você precisa saber que nesses locais ocorre um fenômeno eletroquímico bastante comum: a Corrosão, esse processo se trata de um fenômeno que assola vários ambientes e tem um potencial de desgaste grandioso.

Mas afinal, você realmente entende o impacto que a corrosão tem nos seus processos (dos equipamentos à estrutura do ambiente) a longo prazo? Confira a seguir nesse artigo.



Matheus Gomes


1. Deterioração do maquinário:

Quando se trata de máquinas que movimentam a empresa, ter uma manutenção preventiva é fundamental para a conservação desses recursos. Contudo, por grande parte dos componentes do maquinário serem feitos de metais, a questão da corrosão ganha ainda mais relevância nessas manutenções, caso contrário a deterioração do maquinário é um potencial problema.

Haja vista os custos de manutenção corretiva serem elevados, é importante o gestor estar ciente dos processos de corrosão e, caso necessário, buscar um apoio externo para analisar o problema. Nesse cenário, a Prisma oferece um serviço ideal para a sua indústria, análise de corrosão, consiste na avaliação dos equipamentos, entendendo as condições que o  material estava sendo mantido a fim de encontrar as causas raiz do problema.

2. Perda de eficiência produtiva:

A final, a curto prazo a corrosão gera problemas na eficiência dos meus processos? Com certeza sim! Com a progressão da corrosão nos equipamentos os processos envolvidos tendem a exigir mais pausas inesperadas, devido à deterioração, ou pior: interromper uma atividade do seu processo produtivo.

Além disso, é possível compreender a dimensão problema ainda mais em caso de equipamentos mais antigos, já que o processo de corrosão é gradual e máquinas antigas tendem a ser mais afetadas. Dessa forma, ter uma noção mais preventiva e menos remediativa sobre o funcionamento dessas máquinas é fundamental para estender a vida útil delas.

Nesse caso, a Prisma oferece outro serviço que será ideal para esse caso. A eficiência produtiva, que visa uma oportunidade de ter um diagnóstico preciso do seu processo e, em conjunto, obter alternativas e soluções para atingir maior eficiência nos resultados, com redução de custos, eliminação de erros e “gargalos” e aumento de produtividade.

3. Avarias e danos à produção:

Bom, até aqui você já entendeu que a corrosão causa a deterioração e consequentemente a perda da eficiência produtiva. Agora vamos entender, na prática, como toda essa cadeia afeta o funcionamento dos seus equipamentos e prejudica o seu negócio, a começar pelas avarias.

As avarias, defeitos de um produto ou serviço, surgem a partir de uma falha de um determinado processo, afetando a qualidade do resultado esperado. Dessa forma, é importante entender que a corrosão nesse processo afeta os equipamentos e, consequentemente, os seus processos afetando a qualidade final do produto entregue. Por fim, os impactos gerados por danos à qualidade tendem a ser bastante nocivos, desde o retrabalho para o conserto do material, se possível, até a perda da confiabilidade dos consumidores.

4. Desperdício em tempos enxutos:

É notório que o mundo está sempre em uma constante evolução, processos mais curtos, conscientes e econômicos, claramente não há mais lugar para desperdícios, certo? Quando se trata da ação da corrosão, e suas avarias por consequência, são inegáveis os riscos envolvidos como os de perda de matéria-prima e tempo.

Nesse cenário, cada vez mais enxuto, os desperdícios causados pela perda de produção, agravada pela ação corrosiva nos equipamentos, são bastante variáveis. A começar pelo desperdício de matéria-prima, em processos que não é possível refazer o produto finalístico, que além dos resíduos gerados desnecessariamente, é um desperdício de capital financeiro uma vez que esses desperdícios não agregam valor ao seu negócio.

5. Risco de acidentes:

Além desses, há mais um problema que precisa de uma atenção em caso de corrosão de equipamentos: o risco de acidentes no local de trabalho. Pela corrosão ser um processo que fragiliza estruturas metálicas de diferentes portes, é importante compreender que a ruptura dessas estruturas pode levar à sua quebra iminente e, portanto, é um potencial risco de acontecimentos imprevistos aos seus colaboradores.

Nesse contexto, a corrosão ganha mais um fator de preocupação, a segurança do trabalho. Dessa maneira, ter dimensão de equipamentos e estruturas seguras é uma característica fundamental, dentre outras questões, para a prevenção de acidentes e um local de trabalho cada vez mais tranquilo.



10 visualizações

ENTRE EM Contato CONOSCO!

TELEFONE: (71) 8154-0227

E-MAIL:  consultoria@prismaengenharia.org

Ou fale diretamente com um de nossos consultores clicando no ícone

  • whatsapp-logo (1)

Localização

Endereço: R. Prof. Aristídes Novis, Nº 2, Escola Politécnica da UFBA - Federação, Salvador - BA, 40210-630

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 Prisma - Empresa Júnior de Engenharia Química da UFBA