A importância e as etapas da viabilidade financeira para o sucesso do seu negócio

Autor: Gustavo Santos


Já reparou como todo o sucesso de um negócio, a longevidade de uma marca

recém-estabelecida ou a manutenção de uma marca já reconhecida, perpassam por

conhecimentos monetários? Desde os micro empreendedores até os mais bem

remunerados gestores de grandes multinacionais, o retorno financeiro é o resultado direto

das ações que uma organização decide seguir, pois a partir do momento em que uma

empresa toma para si seu papel como prestadora de serviços para a sociedade, o dinheiro

que a mesma é capaz de movimentar será determinante para assegurar que ela consiga

dar frutos.

Partindo da premissa de que toda organização de mercado é regida e controlada

com base no dinheiro em que seus gestores estão disponíveis para investir, é de suma

importância que todo administrador saiba, não só gerir seu capital de investimento, mas

que também saiba avaliar de forma precavida, o que representa cada quantia que for

investida em sua empresa.


Tendo isso em mente, é de suma importância avaliar de forma estratégica e bem

colocada os cenários econômicos possíveis e aplicáveis à realidade do gestor, antes de

realizar alterações importantes na alteração dos moldes atuais de determinado negócio,

seja ela uma expansão no modelo de uma fábrica, uma estimativa de ampliação da frente

de trabalho. O mesmo é válido para aqueles que não têm aplicações de empreendimentos

já estabelecidos e em andamento, mas que desejam planejar o panorama financeiro de um

investimento considerado.


Certo, mas como posso incorporar essas análises financeiras aos meus projetos?

Para estudar a possibilidade de determinada aplicação financeira ser executável

ou não, a Prisma Jr realiza o Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE), como

ponto de partida dos estudos que são responsáveis por comprovar, a partir de estudos que

abrangem a realidade econômica de investimento vigente. Esse estudo também avalia de

que forma esses insumos podem ser revertidos em retorno financeiro para os investidores,

permitindo classificar e documentar a viabilidade financeira em termos práticos e tornar

a visão do seu negócio do sucesso em termos financeiros.




Portanto, o estudo de viabilidade financeira pode ser dividido em quatro etapas

principais, sendo elas descritas a seguir:






1. Levantamento de custos iniciais

Para que qualquer estabelecimento consiga ser sustentável com a aplicação inicial

de um projeto, é fundamental que sejam feitas as considerações primárias de custos.

Assim, é importante levantar os gastos a serem feitos com cada insumo, maquinários

utilizados, além de despesas trabalhistas e jurídicas, para que se entenda de quanto é

minimamente necessário investir para que o projeto seja executado.


2. Análise de custos fixos e variáveis

Sabendo que a avaliação financeira parte do estudo das fontes de gastos, a análise

de custos é usada como forma de predizer e classificar as despesas advindas do negócio

em atividade, sendo de grande necessidade compreender quais demandas de orçamento

do seu estabelecimento são fixas e quais costumam não ser tão constantes.


3. Projeções de demanda

É aqui que se define as possíveis perspectivas econômicas para o negócio

estudado, podendo avaliar um empreendimento em diferentes cenários, são eles:

pessimista, realista e otimista, sendo todos os três norteadores de diferentes análises com

base na visão futura que seu negócio contemplar.


4. Avaliação de preços e fluxo de caixa

Importantíssima para a determinar os preços dos serviços prestados ou bens

ofertados pela sua empresa, é nesta etapa que se define quais os valores que seus futuros

clientes irão comprar as soluções que forem contempladas pela organização em questão.

Além disso, uma determinação de preço também demanda uma avaliação de fluxo de

caixa, que nada mais é do que estimar as operações financeiras realizadas com a plena

execução do seu negócio, estudando as entradas de receita e as saídas de investimento

aplicadas, garantindo o capital de giro para aplicações diversas, dando mais segurança ao

investidor.


Por fim, é importante ressaltar que, para realizar um estudo de viabilidade que seja

de fato aderente aos anseios do seu negócio, é necessário que se tenha boa fundamentação

nas proposições técnicas do seu projeto, pois a partir desse conhecimento, as análises

financeiras poderão ser realizadas com o máximo de fidelidade ao que é esperado para o

seu negócio.


Deseja realizar um estudo financeiro completo do seu negócio e entender a

rentabilidade das suas ideias? Clique aqui e realize um diagnóstico totalmente gratuito

com a Prisma.